Aprenda o caminho para se tornar um
DPO (Data Protection Officer) e seja um dos
profissionais mais cobiçados e
valorizado no momento.

Aprenda o caminho para se tornar um
DPO (Data Protection Officer) e seja um dos
profissionais mais cobiçados e
valorizado no momento.

Treinamento passo a passo para uma das carreiras mais importantes do momento.


    Ao se inscrever, você concorda com nossa Política de Privacidade

    3 coisas que você não sabia

    "As profissões mudam todos os dias, cabe a você está apto as mudanças."

    SEJA UM PROFISSIONAL COBIÇADO E VALORIZADO.

    O DPO é um dos profissionais mais cobiçados e valorizados no momento e continuará assim por muitos anos com o aumento do número de países adotando leis de privacidade de dados.

    PREPARE-SE PARA A LGPD

    Saiba como adaptar sua empresa às normas da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e evite as punições legais, dentre elas: multas de até R$ 50 milhões.

    TENHA UM CARGO DE EXTREMA IMPORTÂNCIA.

    O DPO se tornou uma função obrigatória dentro de qualquer organização que armazene ou trate uma grande quantidade de dados pessoais (seja de funcionários ou de usuários externos).

    6 Motivos para você se torna um
    DPO (Data Protection Officer)

    1) Elemento mais importante:
    O encarregado de proteção de dados ou DPO é um dos elementos mais importantes da nova Lei Geral de Proteção de Dados ( LGPD ).
    2) RECONHECIMENTO DO MERCADO:
    A enorme necessidade do mercado de Encarregados de Proteção de Dados (DPO), torna profissionais qualificados e certificados altamente valorizadas pelas empresas. Portanto, se o que você está procurando é dar um impulso à sua carreira no campo da privacidade, obter uma certificação nesse sentido pode ser de grande ajuda.
    3) ATUALIZAÇÃO DE CONHECIMENTO:
    É provável que você tenha vários anos de experiência no campo de proteção de dados e até mesmo que tenha participado de projetos de implementação de GDPR ou LGPD. No entanto, existem diversas mudanças implícitas na lei e o avanço irrefreável da tecnologia tornam aconselhável compartilhar as melhores práticas identificadas e atualizar o conhecimento. Esta é uma mudança importante, aproveite e atualize!
    4) CAPACIDADE DE DEMONSTRAR DILIGÊNCIA DIANTE DE UMA INSPEÇÃO:
    A mudança de paradigma que a LGPD traz implica conhecer e demonstrar de maneira eficaz a regularidade da utilização de dados pessoais. O fato de o Encarregado de Proteção de Dados de uma empresa ter passado com sucesso por um curso de formação adequado e um exame de certificação real, demonstra o compromisso adquirido pela entidade através do profissional adequado.
    5) COMPARTILHAMENTO DAS PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES E REDES:
    É importante não se sentir sozinho diante de mudanças regulatórias, que denota inseguranças como a falta de definição, a falta de critérios interpretativos, os novos desafios encontrados no plano de implantação… Portanto, participar de um curso de treinamento com outros profissionais que estão na mesma situação provavelmente permitirá que você localize sua posição em relação ao restante do mercado e volte para casa com lições aprendidas e problemas antecipados. Além disso, os cursos apresentados em formato presencial permitem que os estudantes conheçam outros profissionais de proteção de dados que, a qualquer momento, podem ser de grande ajuda. Ter uma boa rede de contatos especializados no campo pode simplificar muito seu trabalho futuro, bem como a troca de experiência será de grande valia quando problemas surgirem.
    6) PORQUE VOCÊ MERECE:
    Você tem ou quer uma nova responsabilidade, você foi ou quer ser nomeado DPO e terá muitas novas funções, obrigações e desafios. Não é imprescindível receber um curso de treinamento? Isso permitirá que você enfrente com maior segurança os desafios que ainda estão por vir. Gostaria de receber em primeira mão todas as informações sobre a próxima turma de DPO (Data Protection Officer)? Então inscreva-se na nossa lista de espera. Nos vemos em breve.

    O que a mídia está falando

    Clientes

    Patrocinadores

    Parceiros

    Licenciados

    Instrutores

    Aprenda com quem realmente sabe.

    Sobre a GetGlobal

    Baseados nas constantes atualizações do mercado, buscamos trazer a GetGlobal International para o Brasil - uma organização norte-americana que auxilia profissionais e empresas que objetivam estar de acordo com os regulamentos de proteção de dados pessoais - para propiciar uma grande oportunidade para as pessoas que querem mudar suas vidas ou aperfeiçoar suas carreiras profissionais, por meio do estudo, de análises e, principalmente, de experiências daqueles que têm grandes conhecimentos no assunto.

    A GetGlobal International é o resultado de uma experiência de vida. Por termos identificado prematuramente que as grandes oportunidades de adquirir conhecimento estão dentro de uma cultura profissional pautada em estudo, aprendizado e aprimoramento, fomos em busca dessa qualidade que enxergamos nas coisas que estão presentes na cultura estrangeira e percebemos que a excelência em capacitar se destacou.

    Selecionamos os melhores e mais conceituados especialistas em Proteção de Dados para treinarmos aqueles que desejam se tornar um profissional DPO que estará pronto para os novos desafios, desafios esses que essas normas irão trazer para as relações de negócios e para a sociedade como um todo.

    Sendo assim, para obter o êxito esperado, não basta ser bom, é necessário ser excelente. Por esse motivo, unindo a necessidade do mercado atual e nossas especialidades, firmamos o compromisso em oferecer o que há de melhor na formação de um profissional DPO.

    Em razão disso, o Dr. Márcio Cots foi em busca da possibilidade de trazer a GetGlobal International para o Brasil. Conseguimos... Estamos aqui!

    CONSULTORIA

    As Consultorias da GetGlobal International – BR incluem:
    Exercícios de detecção de dados pessoais;
    Avaliação de risco de dados pessoais;
    Revisão do programa de governança de dados e segurança cibernética;
    Revisão dos procedimentos de resposta a incidentes;
    Avaliação de risco do processador de dados;

    A GetGlobal International - BR pode ajudá-lo a saber se seus fornecedores estão em conformidade com os requisitos da Lei Geral de Proteção de Dados, trabalhando para cumprir ou não consideraram as implicações da LGPD. Nossa plataforma de gerenciamento de fornecedores inclui um questionário de due diligence específico da LGPD que pode ser administrado como um questionário independente a uma taxa reduzida ou como parte do padrão.

    Revisões de processamento de dados e prontidão para conformidade - Nossos profissionais são consultores especializados e revisarão as atividades de processamento de dados pessoais da sua empresa para criar um inventário de dados, identificar riscos e lacunas.

    Análise de lacunas - Podemos ajudar sua empresa a identificar lacunas em relação aos requisitos do Regulamento Geral de Proteção de Dados e auxiliar na construção de um plano de ação prático para solucionar falhas.

    Treinamento de conscientização - As organizações que coletam dados pessoais devem fornecer aos funcionários treinamento de conscientização sobre privacidade de dados pessoais, conduzido para ajudar sua equipe a entender melhor sua função de atender aos requisitos do Regulamento de Proteção de Dados Pessoais.

    Diligência do fornecedor - Ajudaremos sua empresa a saber se seus fornecedores estão em conformidade com os requisitos da LGPD, trabalhando em conformidade ou se não consideraram as implicações dos Regulamentos de proteção de dados pessoais.

    DPO como serviço - A GetGlobal International realizará toda a operação interna para cumprir as obrigações dos Regulamentos de Proteção de Dados Pessoais, exercendo o trabalho de um DP.

    Com uma equipe muito capacitada e executivos graduados de consultorias renomadas.

    FAQs

    • Como se qualificar como DPO?
      Para atender a grande demanda DPOs por parte das empresas tanto na Europa como no Brasil, a GetGlobal International em parceria com a EXIN, que já atua no mercado de certificação profissional há mais de 40 anos, oferece um programa de qualificação profissional especifica e direcionada a esse novo desafio profissional.
    • Quais são as Qualificações que o DPO deve conter?
      Um DPO precisa ter conhecimento especializado de leis, normas setoriais, segurança da informação e práticas de proteção de dados. No entanto, isso não significa que ele deve ser um advogado ou formado em TI, ele é um misto de ambas as profissões. Este profissional deve ter uma compreensão do funcionamento interno de sua infraestrutura de TI, dos sistemas de gerenciamento de informações, além de processos de negócio que manuseiem dados pessoais. Excelentes habilidades de gestão e comunicação também devem ser uma necessidade para lidar com a equipe interna, incluindo a alta administração. A Getglobal International aborda todos esses temas no seu treinamento.
    • Como contratar um DPO Qualificado?
      Contratar um DPO qualificado é um desafio, especialmente para empresas de pequeno e médio porte. O candidato certo deve ter experiência em nível gerencial em segurança cibernética, TI e/ou governança, risco e conformidade, além de um amplo conhecimento jurídico no tema em questão. Se a pessoa contratada ou candidato possuir um elevado conhecimento sobre segurança da informação, mas não possuir conhecimento razoável sobre leis e práticas de proteção de dados, ela poderá buscar algumas certificações que podem preencher essa lacuna.
    • Posso ser um DPO autônomo?
      Sim, pela falta de profissionais qualificados internamente, organizações de pequeno e médio porte tendem a terceirizar o trabalho do DPO a partir de empresas de consultoria ou escritórios de advocacia especializados em proteção de dados.
    • Para que uma empresa precisa de um DPO ?
      O GDPR exige que as empresas nomeiem um DPO em determinadas situações, por exemplo, quando a organização processar ou armazenar grandes quantidades de dados pessoais pertencentes a cidadãos europeus. No Brasil, ainda não foram definidas as hipóteses para dispensa de um DPO. Então, em princípio, há que se considerar que todas as empresas que lidam com dados pessoais massificados ou em grande volume vão precisar nomear um.
    • Quais as funções do DPO?
      O DPO é uma pessoa que estará envolvida em todas as questões relacionadas à proteção de dados pessoais e cujas principais funções envolvem: Informar e aconselhar o controlador ou o processador e os seus funcionários sobre as suas obrigações em relação ao GDPR/LGPD; Monitorar a conformidade com o GDPR/LGPD. Isso inclui supervisionar documentação, processos e registros; Fornecer aconselhamento, quando solicitado, no que diz respeito à Avaliação de Impacto sobre a Proteção de Dados (AIPD); Atuar como um ponto de contato para solicitações dos titulares com relação ao processamento de seus dados pessoais e ao exercício de seus direitos; Cooperar com as autoridades de proteção de dados (APDs) e atuar como um ponto de contato com as APDs em questões relativas ao processamento de dados pessoais na organização
    • A LGPD é apenas para grandes empresas?
      Engana-se quem pensa que a LGPD é uma preocupação apenas de grandes empresas. As pequenas e médias empresas também são afetadas pela lei e podem correr sérios riscos de penalizações. Enquanto as organizações maiores terão recursos para lidar com as adequações necessárias, enormes multas e ações judiciais, as pequenas e médias empresas podem simplesmente serem eliminadas do mercado por conta da natureza da violação e/ou pelos custos imediatos para lidar com esta.
    • O DPO Segue as instruções ou aja de forma independente?
      Algumas garantias básicas são estabelecidas para que o DPO possa executar suas tarefas com um grau suficiente de autonomia dentro de sua organização. Em particular, os responsáveis são obrigados a garantir que o DPO não sofra interferência no exercício de suas funções. Independentemente de serem ou não funcionários do responsável pelo tratamento, os DPO's devem ser capazes de desempenhar suas funções e tarefas de forma independente. Isso significa que os Encarregados de Proteção de Dados não devem sofrer pressões e interferências no desempenho de suas funções. Por exemplo, qual resultado deve ser alcançado, como investigar uma reclamação ou se a autoridade supervisora deve ser consultada. Além disso, eles não devem ser influenciados a tomar uma decisão sobre um assunto relacionado à lei de proteção de dados, por exemplo, uma interpretação particular da lei. O controlador ou processador permanece responsável pela conformidade com a lei de proteção de dados e deve ser capaz de demonstrar essa conformidade. No entanto, a autonomia dos DPOs não significa que eles tenham poderes de decisão que vão além de suas funções, mantendo sua função primordial de aconselhamento e orientação. O controlador ou processador permanece responsável pela conformidade com a lei de proteção de dados e deve ser capaz de demonstrar essa conformidade. Se o controlador ou processador tomar decisões que sejam incompatíveis com o GDPR ou LGPD e com o parecer do DPO, este deve ter a possibilidade de aplicar sua clara opinião, ainda que discrepante daqueles que tomam as decisões.
    • Quando a LGPD entrara em vigor?
      Em agosto de 2020, entra em vigor a lei nº 13.709, também conhecida com LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Com isso, o Brasil passa a fazer parte dos 120 países que contam com uma regulamentação específica para proteção de dados pessoais.
    • Quais os meios exigidos pela LGPD para que o DPO desempenhe suas funções?
      Ela exige que a organização suporte seu Encarregado de Proteção de Dados através dos recursos necessários para executar suas tarefas e acesso a dados pessoais e operações de proteção. Em particular, os seguintes pontos serão levados em conta: • Suporte ativo da função de DPO pela alta administração (como no nível do conselho). • Tempo suficiente para os DPOs cumprirem suas funções. Isto é particularmente importante quando o DPO trabalha a tempo parcial. Ou quando o trabalhador realiza proteção de dados além de outras obrigações. Caso contrário, as prioridades conflitantes podem resultar na negligência das tarefas do DPO. Ter tempo suficiente para se dedicar a tarefas de DPO é primordial. É uma boa prática estabelecer uma porcentagem de tempo para a função DPO, onde ela não é feita em tempo integral. Também é uma boa prática determinar o tempo necessário para executar a função, o nível apropriado de prioridade para as tarefas do DPO, e para o DPO (ou a organização) desenvolver um plano de trabalho. Outros aspectos a serem considerados • Apoio adequado em termos de recursos financeiros, infra-estrutura (instalações, instalações, equipamentos) e pessoal, quando apropriado. • Comunicação oficial da designação do DPO a todo o pessoal para assegurar que sua existência e função sejam conhecidas dentro da organização. • Acesso necessário a outros serviços. Como Recursos Humanos, Jurídico, TI, Segurança, etc. Os Encarregados de Proteção de Dados podem receber suporte, contribuições e informações essenciais desses outros serviços. • A formação contínua . Os DPOs devem ter a oportunidade de se manter atualizado sobre a proteção de dados . O objetivo deve ser aumentar constantemente o caráter dos especialistas em DPO. Eles devem ser incentivados a participar de cursos de treinamento sobre Proteção de Dados e outras formas de desenvolvimento profissional, como a participação em fóruns de privacidade, workshops, etc. • Pode ser necessário estabelecer uma equipe de DPO . Nesses casos, a estrutura interna da equipe e as tarefas e responsabilidades de cada um de seus membros. Além disso, quando a função DPO é exercida por um prestador de serviços externo, uma equipe de profissionais que trabalham para essa entidade pode efetivamente realizar as tarefas de um DPO sob a responsabilidade de um contato designado para o cliente. Em geral, quanto mais complexas e sensíveis as operações de processamento, mais recursos devem ser fornecidos ao DPO. A função de proteção de dados deve ser eficaz e suficientemente coberta em relação ao processamento de dados que está sendo executado.

    Patrocinadores

    © 2020 by GetGlobal International Corp.
    Todos os direitos reservados.
    CNPJ: 07.479.089/0001-60
    Política de Privacidade e Uso do Site